Segunda-feira, 1 de Agosto de 2005

A cura do silêncio

O silêncio chega.
A noite escura nasce com o luar.
Vejo as estrelas e nessa solidão
lebro-me do teu beijo que me deste
e aí nasceu o amor.

e eu que pensei, que não podia
que não, não querias,
a incerteza desse dia...
a minha morte é a tua morte
e o beijo talvez a cura.

ver nos teus olhos
tão lindos, mas tão distantes
que sem saber olham para mim,
mas com medo de me dizerem
de me dizerem que...

a minha morte é a tua morte
eo beijo, talvez a cura.

e a cura para todo o sofrimento
que talvez ambos sentimos,
mas que não queremos saber
para sentir a verdadeira palavra
e a verdadeira frase

que a minha morte é a tua morte
eo beijo talvez a cura.

para a eternidade deste ser,
para sempre o prazer de saber,
que me amaste.
(que te amo (tu me amas)).

9-06-1999
publicado por mithus às 00:16
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds