Quinta-feira, 21 de Julho de 2005

Devo acreditar?

E eu aqui
todo o dia a tentar ler-te
e tu...
nada.
Vi-te por alguns momento
escondida
para tu não me veres.
Não quis te ver naquele momento
tenho o coração demasiado fraco
demasiado desapontado
triste e só...
de novo...
e tu...
tu que não me disseste a resposta
como podeste? como?
Querias siceridade
eu dei-ta
porque não sei ser de outra forma.
E tu.
tu não vieste mais.
Deixaste-me,
aqui,de novo
só.
Sem ti.
Foste tu que começaste isto tudo!
Não fui eu que te procurei.
Foste tu que me encontraste.
Eu deixei-te entrar em mim e tu?
o que fizeste então?
Será que tens as respostas às minhas perguntas
que te questionam todas as noites?
Fizeste-te de desentendido
e eu
eu que pensava que eras a pessoa directa
que aparentavas ser...
ó de novo desilusão...
Não sei se deva continuar a acreditar...
e eu que há muito tempo deixei de acreditar
em tanta coisa...
Pensei que tinhas vindo para ficar,
agora já não sei...
Diz-me tu se deva acreditar,
até foi isso que te perguntei e tu não respondeste.
Devo acreditar?
publicado por mithus às 22:19
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 26 de Julho de 2005 às 01:51
Acredita sempre, seja no que for, pois só assim a vida terá sentido.. Cláudia
</a>
(mailto:)


Comentar post