Terça-feira, 14 de Junho de 2005

Para Alguém Inutil

tenho saudades
de alguém que não vejo à algum tempo
tenho saudades
daquele que esteve aqui
mas que nunca esteve presente
tenho saudades de alguém
que ao fim de tanto tempo
nunca conheci
como posso eu ter saudades
de alguém que nunca esteve dentro do meu coração?
pariste à tanto tempo daqui
e
para mim foi melhor assim
nunca estiveste aqui verdadeiramente
foste o ódio que cresceu dentro de mim
o demonio que habitou
nos locais mais negros da minha memoria
não te quero mais ouvir
do vazio que deixaste dentro de mim
não sei quem és, não te quero aqui
quero-te ver loge de mim
esquecer-te é um fim.

Setembro/ 1998
publicado por mithus às 20:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds