Domingo, 21 de Agosto de 2005

0akym

O respeito
o dom da lealdade
a justiça
o amor
e a honra,
tudo isso vive em ti.
Tu és toda a essência reunida num unico ser.
De cada vez que penso em ti
as lagrimas correm pelo meu rosto.,
e penso como queria-te alcançar.
Estás longe.
Não em corpo,
mas em espirito.
Todas as coisas que sonhei,
em toda a minha vida,
todos os valores que criei,
em toda a minha alma
estão em conjunto reunidos em ti.
Sei que nunca te vou alcançar.
És como o Sol, longuinquo para mim.
Porque os meus sonhos nunca serão alcançados.
Queria tanto te alcançar,
poder dizer-te tudo o que sempre me disseste que gostavas de ouvir,
mas tal como as lagrimas que me escorrem no rosto,
agora,
neste momento,
eu sei que nunca te poderei alcançar, mas queria tanto.
És aquilo que eu admiro, que eu venero em todos os seres.
És a docura, a essência de todas as coisas.
Será que não há ninguem que perceba isso?
Sinto-me presa à minha proria cruz,
pelo facto de nunca poder-te dar aquilo que tanto procuras.
Tal como eu choro, há noite quando penso em ti,
e quando tu dizes o teus "sei lá"...
como eu queria poder estar ao teu lado,
para te agarrar quando te parece que tudo vai cair.
Tu és o principezinho.
Eu bem queria responder as tuas perguntas,
mas não posso.
Sinto-me de mãos atadas
sempre que quero ser aquilo que tu sonhos todas as noites.
(e eu bem que a tento encontrar)...
Não me perguntes porquê de tudo isto.
A essa pergunta também não te sei responder, mas
sabes,
nem me das oportunidade de saber as tuas verdadeiras perguntas.
Eu esforço-me para as responder...
à minha maneira.
O meu coração chora as lagrimas de sangue de me sentir atata
de saber que queria tanto sentir aquilo que te vai na alma
mas tu não me deixas e eu...
bem...
e eu acabei por fazer mais uma vez
fazer aquilo que não devia.
A confiança é a coisa mais importante para ti, e eu...
e eu fui igual aquilo que tu sempre foste contra,
que tu sempre odiaste.
Só queria que me perdoasses,
que me desses a oportunidade de mostrar
que nunca te menti,
que nunca quis te mal
que nunca liguei aos que os outros dizem
que não sou igual a tantas almas perdidas que tu vês
todos os dias à tua volta.
Meu amigo,
será que algum dia me vais perdoar?...
Só queria que me perdoasses por não ter confiado em ti,
por favor?!
publicado por mithus às 20:04
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds