Quarta-feira, 11 de Maio de 2005

Um livro igual a tantos outros

E depois de te ler
e depois de virar as tuas paginas
e de te ver
não gostei

agarrei
no pequeno livro
que és tu
e queimei

ilusão
numa noite de vento
das lágrimas do céu
a percorrerem os ventos de mundo

deixei
as paginas ao vento
para mudarem com a lua

e depois
depois deixei
o que sonhei
e arranquei
as páginas desse livro

porque no fim
pensei
que afinal
a escrita era a mesma
dos outros livros bizarros
com que sonhei

e depois
mais uma vez
continuei
aquilo que tinha começado

e agora
que continou a te ler
e vejo o que não queria ver
penso que afinal
voltei
ao lugar que afinal nunca deixei.
publicado por mithus às 19:57
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds