Domingo, 28 de Agosto de 2005

Por um segredo imortal de amizade secreta

E são as mãos que te abraçam,
Que sentem o teu coração
A latejar na minha vida.
Elas tocam-te,
Por um segredo imortal
De amizade secreta.
Nós somos as flores e todo o seu encanto
Numa bela Primavera
Com um toque secreto duma leve brisa.
Quero que estas mãos te toquem.
Toquem a tua alma e carinho
Aquele que sempre tiveste para comigo.
Oh meu doce amigo!

Para uma doce Alma-Ébria"
publicado por mithus às 02:00
link do post | comentar | favorito

O demónio que vive atrás da porta

Deixai as alma do inferno falarem
Que de nada sabem deste mundo.
Deixai os demónios chorarem
Que do tempo só querem tudo.
E sorrindo vai ligeiro
Cheio de mentiras
O demónio da noite.
E vai ele…
Falando…e falando…
De mansinho… de… mansinho…
Pensando em tudo o que a humanidade diz.
Pensando até que o ser existe porque existe,
Mas no fim…
No fim longínquo que lhe corre na alma
No fim que transborda a sua aura
É o fim que nunca vai ter.
Está simplesmente esquecido nas muralhas,
Do trono da humanidade.
Já não vive…
Arrastasse…
Pelo quarto fora da porta da morte.
Porque era tudo o que o ele queria.
Demónio que vive na escuridão que criou
Respira os sonhos dos vivos,
Consome a dor dos crentes,
Porque ele não acredita em nada.
Ele está a caminhar,
Na estrada que criou,
Porque não quer ser de outra maneira.
Porque sorri e ri,
Pelo sofrimento dos outros seres,
Seres esses muito melhores que ele.
Porque constroem cada dia com amor,
E ele,
Nada tem em troca.
Apenas a mentira do mito que criou à sua volta.
Vive no sonho tresloucado do passado
E deseja um cheiro a imaginário.
publicado por mithus às 01:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Agosto de 2005

0akym

O respeito
o dom da lealdade
a justiça
o amor
e a honra,
tudo isso vive em ti.
Tu és toda a essência reunida num unico ser.
De cada vez que penso em ti
as lagrimas correm pelo meu rosto.,
e penso como queria-te alcançar.
Estás longe.
Não em corpo,
mas em espirito.
Todas as coisas que sonhei,
em toda a minha vida,
todos os valores que criei,
em toda a minha alma
estão em conjunto reunidos em ti.
Sei que nunca te vou alcançar.
És como o Sol, longuinquo para mim.
Porque os meus sonhos nunca serão alcançados.
Queria tanto te alcançar,
poder dizer-te tudo o que sempre me disseste que gostavas de ouvir,
mas tal como as lagrimas que me escorrem no rosto,
agora,
neste momento,
eu sei que nunca te poderei alcançar, mas queria tanto.
És aquilo que eu admiro, que eu venero em todos os seres.
És a docura, a essência de todas as coisas.
Será que não há ninguem que perceba isso?
Sinto-me presa à minha proria cruz,
pelo facto de nunca poder-te dar aquilo que tanto procuras.
Tal como eu choro, há noite quando penso em ti,
e quando tu dizes o teus "sei lá"...
como eu queria poder estar ao teu lado,
para te agarrar quando te parece que tudo vai cair.
Tu és o principezinho.
Eu bem queria responder as tuas perguntas,
mas não posso.
Sinto-me de mãos atadas
sempre que quero ser aquilo que tu sonhos todas as noites.
(e eu bem que a tento encontrar)...
Não me perguntes porquê de tudo isto.
A essa pergunta também não te sei responder, mas
sabes,
nem me das oportunidade de saber as tuas verdadeiras perguntas.
Eu esforço-me para as responder...
à minha maneira.
O meu coração chora as lagrimas de sangue de me sentir atata
de saber que queria tanto sentir aquilo que te vai na alma
mas tu não me deixas e eu...
bem...
e eu acabei por fazer mais uma vez
fazer aquilo que não devia.
A confiança é a coisa mais importante para ti, e eu...
e eu fui igual aquilo que tu sempre foste contra,
que tu sempre odiaste.
Só queria que me perdoasses,
que me desses a oportunidade de mostrar
que nunca te menti,
que nunca quis te mal
que nunca liguei aos que os outros dizem
que não sou igual a tantas almas perdidas que tu vês
todos os dias à tua volta.
Meu amigo,
será que algum dia me vais perdoar?...
Só queria que me perdoasses por não ter confiado em ti,
por favor?!
publicado por mithus às 20:04
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Agosto de 2005

As minhas duas "Almas"

Vocês,
que sempre quando preciso estão
parece que aparecem sempre na altura certa.
Mesmo quando parece que não estão,
afinal
aparecem.
Ainda bem que é assim.
Apesar da distância
ainda trazem-me a luz
quando a perco.

Para as minhas duas doces "Almas" amigas. Para essas "Almas" dedico "Angels" e "Memories" dos within Temptation :o)
publicado por mithus às 19:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Agosto de 2005

O farol

IM001227a.JPG
Há uma pessoa que se tornou neste farol.... as pessoas entram na nossa vida não é por acaso. É porque temos algo a aprender com elas ou a ensinar-lhes. Para o bem ou para o mal. (aqui é para o bem).
publicado por mithus às 14:20
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Agosto de 2005

Verdes olhos teus...

Rodin-The_Kiss_small.jpg O Beijo - Rodin

Dos teus olhos verdes
reflectidos no espelho
ali,
tão sereno...
A doçura de um sorriso
numa cara de criança linda
mas não sendo criança...
Verdes como o mar tranquilo
numa mente dispersa e turva
que não me deixa ver o seu mundo...
De um corpo repleto de paixão ardente
e cabelos de fogo infernalmente lindo...
De beijos profundos
e comunicativos que,
não dizendo nada,
dizem tudo...
com o seu vermelho
cor da carne, do corpo, do fogo e da paixão.
publicado por mithus às 21:38
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Agosto de 2005

Água

Renunciation- Gordin.jpg Surrealismo de Gordin

Água que lavas a vida
Que renovas os pensamentos dos descrentes
Que dás a pureza aos seres
Que se destroem com golpes
De falsa purificação.
Corres vertendo suores
Pelos corpos que esquecem
Todas as recordações,
Que vibram com as mortes
E lavam-se todas as noites
Com o sangue dos pobres.
publicado por mithus às 19:10
link do post | comentar | favorito

O Fogo

firebreath- Donner.jpg Fotojornalismo de Marcus Donner

Fogo
que da tua alma
são os olhos do amor
os teus sentidos
transcendem todos os deuses imperiais
da sorte do fogo
negam os corpos frios
o amor ardente
e da fera que em ti
escondes
vão andando caminhantes sós.
Noites,
corpos,
vidas se movem
como o teu bailado ardente.
publicado por mithus às 18:48
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Agosto de 2005

(...)

IM001110a.JPG
Desculpem pela má qualidade das fotos, fazia falta um scanner A3 :)
publicado por mithus às 18:04
link do post | comentar | favorito

...

IM001109a.JPG
publicado por mithus às 18:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds