Quinta-feira, 22 de Setembro de 2005

subtilmente...

Os nossos olhares a cruzarem-se…
A desvendarem todos os nossos segredos,
A tranquilizarem as nossas almas,
A darem luz ao nosso caminho.
As bocas ardentes a tocarem-se
Numa abordagem abstracta
A encontrarem-se devagar,
Suavemente…
Como se provassem,
Um absinto acetinado…
As nossas mãos a tocarem-se
Sentindo cada gesto, descobrindo-se a cada momento.
A percorrerem os nossos caminhos,
As nossas linhas melodiosas,
Num conjunto de sentidos
Entre o imaginário e o real,
Num encontro apaixonado de magia e mistério…
publicado por mithus às 15:43
link do post | comentar | favorito

Enquanto dormes...

Deixa-me entrar nos teus sonhos,
Percorrer os teus caminhos,
Os teus receios,
Os teus desejos.
Deixa-me estar perto de ti,
Da tua vida.
Quero partilhar os meus pensamentos
Os meus momentos…
…e tudo mais…
quero sentir-te aqui,
perto de mim.
publicado por mithus às 14:59
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Setembro de 2005

Mãos

maos.jpg - Retirado do google pesquisa por imagem

Dedico ao meu grande amigo "Alma" que está sempre presente apesar da distância, à Claudia uma amiga muito querida ("Madrinha":P) e ao anjo Eky uma doce estrela que brilha no meu coração.
publicado por mithus às 16:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Setembro de 2005

O nosso tempo?

surrealismo3.jpg
Será que há um tempo,
Para percorrer a distância…
Tempo para encontrar tua alma…
Será que há tempo
Para os sonhos se unirem…
Tempo para as memorias e segredos se partilharem…
Será que há um tempo para sorrirmos…
Tempo para amarmos,
Para abraçarmo-nos e ficarmos assim…
Será que há…
publicado por mithus às 01:49
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2005

Guia-me...

borboleta1.jpg

Estás todos os dias em mim.
Na minha cabeça,
No meu olhar…
…dizem que estás no meu sorriso…
quero que esteja…
sempre…
aqui
no meu sorriso…
perto de mim…
comigo…
nos meus sonhos,
na minha lua,
na imensidão do céu que te tornaste para mim.
És a estrela que me guia…
Todos os dias em que estou longe de ti.

Beijo para a minha estrela* ;)
publicado por mithus às 01:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 9 de Setembro de 2005

A voz de dois anjos distantes

Quem disse que os anjos não existiam
Estava enganado
Porque todos os dias
Eles caminham entre nós,
Silenciosamente
Num bailado terno,
Calmo, de harmonia,
De melodia…
Eles escrevem
No véu de um mão perdida,
Longe do meu dia e da minha noite.
Escrevem palavras de paixão,
De amizade e compreensão,
Num recanto qualquer do mundo.
Não importa que não veja…
Porque assim é melhor.
O olhar do coração
É como um beijo profundo,
Como um esvoaçar de borboleta…
Magico, misterioso, profundo…
Silenciosamente,
Com o vento,
Ouvem-se as vozes dos anjos.
Um deles destaca-se
Pelos murmúrios de alegria
Que me proporciona
Entre as brumas perdidas de um universo meu.
Na voz do anjo,
Existem segredos escondidos,
Mistérios perdidos,
Que flutuam no mar das palavras.
São o sol e as estrelas,
A caírem pela sua mão.
São a lua e o mar que transmitem uma paixão,
Docemente construída,
Pelo olhar de dois anjos distantes
Que tentam dar uma outra cor às suas vidas.

Para Eky, um anjo que voa mais alto que o céu, que brilha mais que as estrelas e que ilumina as noites sem luar.
publicado por mithus às 22:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Pudesse eu...

Pudesse eu ver,
Pudesse eu tocar,
Pudesse eu voar,
Para te encontrar.

Pudesse eu correr,
Pudesse eu saltar,
Pudesse eu chegar,
Para te olhar.

Pudesse eu sonhar,
Pudesse eu imaginar,
Pudesse eu agarrar,
Para te poder abraçar.

Pudesse eu viver,
Pudesse eu beijar,
Pudesse eu gritar,
Para te poder amar.

Para Eky, um anjo que brilha mais que as estrelas
publicado por mithus às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 7 de Setembro de 2005

?to believe?in what?

Onde estás tu
quando eu te procuro?
Atrás da lua?
Atrás do mar?

Talvez no horizonte puro,
atrás do muro
atrás do ar.

Onde vais?
Por quem procuras?
Estarás às escuras?
Atrás da porta?

Não tás cá.
Já fugiste.
Não te encontro.
Será que existes?
publicado por mithus às 20:31
link do post | comentar | favorito
Sábado, 3 de Setembro de 2005

Tic-Tac... tic-tac

O tempo está a passar,
o relógio está a tocar,
a hora está a acabar,
e o dia está a chegar.

voltas vão terminar,
risos vão se escapar,
histórias vão se calar,
e o barco não vai atracar.

O grito vai viajar,
a porta vai-se fechar,
o baloiço vai se virar,
e as mãos vão se separar.
publicado por mithus às 13:52
link do post | comentar | favorito

Pedaços

O chão quebra-se em mil pedaços
e ouvem-se gritos lá de dentro.
As asas dos anjos quebram-se no ar,
fazendo os seus sonhos voarem... para longe.
Destroem-se sonhos, memorias,
e tudo foge...
e tudo voa...
e tudo se vai...
não há gritos que se possam ouvir,
nem dor que se possa apagar.
publicado por mithus às 02:37
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds