Sexta-feira, 9 de Setembro de 2005

A voz de dois anjos distantes

Quem disse que os anjos não existiam
Estava enganado
Porque todos os dias
Eles caminham entre nós,
Silenciosamente
Num bailado terno,
Calmo, de harmonia,
De melodia…
Eles escrevem
No véu de um mão perdida,
Longe do meu dia e da minha noite.
Escrevem palavras de paixão,
De amizade e compreensão,
Num recanto qualquer do mundo.
Não importa que não veja…
Porque assim é melhor.
O olhar do coração
É como um beijo profundo,
Como um esvoaçar de borboleta…
Magico, misterioso, profundo…
Silenciosamente,
Com o vento,
Ouvem-se as vozes dos anjos.
Um deles destaca-se
Pelos murmúrios de alegria
Que me proporciona
Entre as brumas perdidas de um universo meu.
Na voz do anjo,
Existem segredos escondidos,
Mistérios perdidos,
Que flutuam no mar das palavras.
São o sol e as estrelas,
A caírem pela sua mão.
São a lua e o mar que transmitem uma paixão,
Docemente construída,
Pelo olhar de dois anjos distantes
Que tentam dar uma outra cor às suas vidas.

Para Eky, um anjo que voa mais alto que o céu, que brilha mais que as estrelas e que ilumina as noites sem luar.
publicado por mithus às 22:41
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O dia em que os anjos per...

. Para "The Perfect Woman"

. É a ausência do visível, ...

. A história da ponte dos a...

. Quero-te, numa noite de V...

. Somos um

. Luz da minha vida...

. Imaginarium of the ALIEnS

. ...oo00O...ALIEnS...O00oo...

. A rosa da tua vida

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds